Skip navigation links
A PSP
A PSP Aconselha
Programas Especiais
Recrutamento
Armas e Explosivos
Segurança Privada
Galeria de Media
Protecao_de_dados.aspx
Logo
Optimizado para: IE7+ | firefox 1.5+ 1024 x 768
 
Actividades

LISBOA - 4 detidos por falsificação de documentos

Polícias da Divisão de Investigação Criminal do Comando Metropolitano da PSP de Lisboa, no dia 07, procederam à detenção, fora de flagrante, de 4 suspeitos que pertenciam a um grupo, três homens e uma mulher, com idades compreendidas entre os 22 e 59 anos, que se dedicavam à falsificação de documentos com a finalidade de obtenção de crédito pessoais, ao consumo e para a abertura de contas bancárias, a indivíduos que não possuíam rendimentos que lhes permitia a obtenção de crédito.

Os suspeitos eram liderados por um mediador imobiliário, que adquiria habitações para venda, contando com colaboradores do sexo feminino de origens brasileira, africana e do leste europeu, que procuravam clientes com as mesmas origens e também portugueses para obter créditos.

O líder conhecido em diversas instituições bancárias, nos departamentos de imobiliária, conseguia ter conhecimento antecipado da retoma de casas por parte dos bancos de forma a conseguir vende-las aos seus clientes.
 
Recebia comissões por cada cliente angariado para os bancos, sendo que os angariadores/promotores de clientes eram outros elementos do grupo, também detidos, a esposa e o sobrinho do líder.

Este grupo aproveitava-se da situação dos clientes, que na esmagadora maioria não possuíam rendimentos que lhes permitia obter o crédito, falsificando a documentação: recibos de vencimentos, notas de liquidação de IRS, Mod. 3 do IRS, declarações de efetividade de empresas, extratos bancários, entre outros.

Um dos membros do grupo, que estava em prisão domiciliária pela prática do crime de falsificação de documentos, falsificava os documentos necessários à concessão do crédito.

As falsificações consistiam em preparar documentos que atestavam o aumento dos rendimentos, da antiguidade e estabilidade laboral e do agregado familiar, de modo a poderem atingir um patamar de rendimentos em que a taxa de esforço permitisse a obtenção do crédito.

A celebração destes contratos de crédito com recurso a documentos falsificados originou a cedência de créditos, apurados até ao momento, no valor de cerca de quatro milhões de euros.
Nesta intervenção policial foi dado cumprimento a 6 mandados de busca domiciliária, 2 mandados de busca não domiciliária (a estabelecimentos comerciais),  4 mandados de busca a viaturas, do que resultou a apreensão de:

  - 4 veículos ligeiros de passageiros de gama alta (2 Mercedes; 1 BMW e 1 Volvo)
  - 2350 € em numerário
  - 17300 dólares falsos
  - 11 computadores
  - 22 telemóveis
  - 4 faxes
  - 8 impressoras multifunções
   - 1 palystation
   - 1 leitor de DVD
   - 1 IPAd
   - 2 LCD´s
   - 2 máquinas fotográficas
   - 1 leitor de MP3
   - 2 discos externos
   - 22 carimbos
   - 6 pulseiras, em ouro
   -2 pares de brincos, em ouro
   -2 fios, um com brilhantes, em ouro
   - 3 relógios
   - 50 caixas com documentos
   - 1 arma de fogo de calibre 6,35mm e 7 munições do mesmo calibre.
 
 
No decurso da operação foi também detido, em flagrante delito, mais um elemento do grupo, um homem de 77 anos de idade, pela prática do crime passagem de moeda falsa, na forma tentada.

Esta investigação que durou cerca 12 meses decorreu em estreita colaboração com a 6ª. Secção do DIAP de Lisboa e culminou na aplicação da medida de coação de prisão preventiva ao líder do grupo e ao falsificador.

 
Links Úteis  ::   Mapa do Sítio  ::   Webmail  ::   Portal Social  ::   YouTube  ::   Facebook  ::   Twitter  ::   Contacte-nos
Desenvolvido por Wiz | Polícia de Segurança Pública © todos os direitos reservados | MAI
Politica de Privacidade
COMPETE QREN MAI RNSI Símbolo de Acessibilidade na Web
Carro