Skip navigation links
A PSP
A PSP Aconselha
Programas Especiais
Recrutamento
Armas e Explosivos
Segurança Privada
Galeria de Media
Protecao_de_dados.aspx
Logo
Optimizado para: IE7+ | firefox 1.5+ 1024 x 768
 
Actividades

LISBOA - Detida pela prática de quatro crimes de roubo

O Comando Metropolitano da Polícia de Segurança Pública de Lisboa, através da Divisão de Investigação Criminal, no passado dia 12 de Novembro, pelas 07H30, na freguesia de Marvila, nesta cidade, procedeu à detenção, fora de flagrante delito, em cumprimento de Mandado de Detenção, de uma cidadã, com 36 anos de idade, pela prática de quatro crimes de roubo, com recurso a agressões físicas com utilização de armas brancas a vítimas especialmente fragilizadas, em razão da idade, resultando na apreensão de 2000 euros em dinheiro e um relógio em ouro.

A suspeita, no dia 09 de Novembro, entre as 19H30 e as 20H00, dirigiu-se à residência da vítima, de 81 anos de idade, sua vizinha, entrou de rompante, agarrou-a violentamente, transportou-a até à casa de banho, abriu as torneiras, no sentido de não ser audível o pedido de socorro, ordenou-lhe que lhe entregasse o dinheiro, senão que a matava. Como a vítima não lhe disse onde se encontrava o dinheiro, fez uma revista à casa, apoderou-se de 2000 euros e de um relógio em ouro. De seguida, deslocou-se à cozinha de onde retirou uma faca e um garfo, aproximou-se novamente da vítima, desferiu-lhe diversas facadas na testa, no rosto, nos lábios e no pescoço e picou-a com o garfo na coxa esquerda e fugiu. A vítima foi encontrada prostrada no chão toda ensanguentada e inanimada pelos vizinhos que a socorreram, encontrando-se internada no Hospital de São José.

Recentemente, esta vítima já tinha sido alvo da prática de outro crime de roubo, perpetrado por esta suspeita, com semelhante modo de actuação, apoderando-se de 900 euros.

Uma outra vítima também de avançada idade, foi alvo de dois crimes de roubo, praticados por esta suspeita, que após a concretização do segundo delito veio a falecer.

Esta detenção resultou da estreita colaboração entre a Unidade Especial de Combate ao Crime Especialmente Violento do DIAP de Lisboa e a PSP, que de forma célere emitiu Mandado de Detenção, fora de flagrante delito e promoveu junto do Juiz de Instrução Criminal a emissão de Mandado de Busca Domiciliária, que permitiu a recuperação do relógio e parte do dinheiro subtraído.

A detida foi presente no Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa, para ser submetida a 1.º Interrogatório Judicial, tendo-lhe sido aplicada como medida de coacção Prisão Preventiva.
 
 
Links Úteis  ::   Mapa do Sítio  ::   Webmail  ::   Portal Social  ::   YouTube  ::   Facebook  ::   Twitter  ::   Contacte-nos
Desenvolvido por Wiz | Polícia de Segurança Pública © todos os direitos reservados | MAI
Politica de Privacidade
COMPETE QREN MAI RNSI Símbolo de Acessibilidade na Web
Carro